Primeira Coleção - Camille Flammarion - Audiobook

Primeira-Colecao-Camille-Flammarion
Primeira Coletânea de obras de Camille Flammarion divulgadas pela Canoro. em DVD. Conta com as seguintes obras:
  • Deus na Natureza
  • Urânia
  • Narrações do Infinito
  • A Morte e seu Misterio Vol1 - Antes da Morte
  • A Morte e seu Misterio Vol2 - Durante a Morte
  • A Morte e seu Misterio Vol3 - Depois da Morte

Disponíveis também separadamente no site e disponíveis para download em Biografia e obras de Camille Flammarion.




Veja também:

Joana Darc - Léon Denis

Joana-DarcNesta obra Léon Denis narra a vida e a missão de Joana d’Arc, a grande heroína francesa do século XV.

Nascida como humilde camponesa, sem qualquer tipo de instrução, mas portadora de extraordinários dons mediúnicos, Joana obtinha com freqüência as visões do Além e a audição de vozes, as quais a guiaram e sustentaram na grande missão que desempenhou, libertando sua pátria do domínio inglês, além de pacificá-la e uni-la.

Os fatos mediúnicos que cercaram Joana – e que o Espiritismo explica –, como suas visões, premonições, audição de vozes, são analisados como fenômenos mediúnicos que a ignorância e a mentira tentaram desvirtuar.



Veja também:


Download

Ajuda
E-BookPara imprimir ou ler no computador


Link 1 - Fonte www.autoresespiritasclassicos.com. (Clique aqui)



Ajude-nos a construir o audiobook. Participe do Movimento de Proliferação do Audiobook Espírita, clique aqui.

Espíritos e Médiuns - Léon Denis

O Livro Espíritos e Médiuns é um excelente resumo dos estudos que Léon Denis fez sobre a mediunidade, sendo o seu uso indicado principalmente para os iniciantes da Doutrina que queiram dedicar-se às atividades mediúnicas.

A obra nos auxilia a compreender melhor o que se passa nos momentos da prática mediúnica, com orientações sobre os procedimentos que devem ser observados pelos médiuns e diretores de grupos e centros espíritas no exercício da mediunidade.


Veja também:


Download

Ajuda
E-BookPara imprimir ou ler no computador


Link 1 - Fonte www.autoresespiritasclassicos.com. (Clique aqui)



Ajude-nos a construir o audiobook. Participe do Movimento de Proliferação do Audiobook Espírita, clique aqui.

Depois da Morte - Léon Denis

Nesta grande obra, Léon Denis, o grande estudioso francês e contemporâneo de Allan Kardec, realmente fala ao coração da criatura humana, conduzindo-a a meditar séria e proveitosamente sobre tão profunda indagação.

Esmiuçando temas filosóficos e analisando antigas religiões, o autor focaliza o surgimento do Espiritismo como uma crença nova apoiada em fatos, capaz de revelar ao pensamento humano o que se passa no além-túmulo.

Em sua conclusão, assevera-nos Denis que o Espiritismo esclarece o passado, ilumina as antigas Doutrinas Espiritualistas e liga sistemas aparentemente contraditórios.



Veja também:


Download

Ajuda
E-BookPara imprimir ou ler no computador


Link 1 - Fonte www.autoresespiritasclassicos.com. (Clique aqui)



Ajude-nos a construir o audiobook. Participe do Movimento de Proliferação do Audiobook Espírita, clique aqui.

Cristianismo e Espiritismo - Léon Denis

Cristianismo-e-EspiritismoNesta obra, Léon Denis demonstra a perfeita identidade da Doutrina Espírita com os preceitos do Cristianismo puro, pregado nos Evangelhos. Narra de forma compacta a expansão do Cristianismo e os desvios deste nos caminhos do dogmatismo, das conveniências sacerdotais e dos interesses sectários.

Ao longo da obra, Denis nos demonstra que as escrituras sagradas confirmam amplamente os conceitos espíritas, como a mediunidade e a reencarnação.

Por fim, o autor mostra por que o Espiritismo se apresenta como a Terceira Revelação, ou o Consolador prometido por Jesus. E com ele temos a possibilidade de destruir as religiões sectárias e fazer florescer uma única e verdadeira religião cristã, fraterna e solidária, entre todas as criaturas, todos os povos, todas as nações.


Veja também:


Download

Ajuda
E-BookPara imprimir ou ler no computador


Link 1 - Fonte www.autoresespiritasclassicos.com. (Clique aqui)



Ajude-nos a construir o audiobook. Participe do Movimento de Proliferação do Audiobook Espírita, clique aqui.

Operação Sorriso - Assistência Social

Cirurgias gratuitas de lábio leporino
http://www.operationsmile.org.br/

Objetivos da Organização


"A fissura lábio palatina, também conhecida como lábio leporino, é a mais frequente deformidade congenital facial. Embora seu aspecto inicial cause uma certa estranheza nas pessoas, a grande maioria destes pacientes tem um desenvolvimento cognitivo normal, o que transforma o seu tratamento cirúrgico em grande alternativa para a solução deste problema que atinge, principalmente, os países em desenvolvimento. O grande paradoxo entre aparência e normalidade intelectual, faz com que muitos destes pacientes tenham o seu tratamento cirúrgico relegado a um plano secundário pelas autoridades de saúde pública destes países. O papel do tratamento cirúrgico, aliado ao treinamento da comunidade para reconhecer, orientar e encaminhar devidamente ao tratamento adequado passa a fazer parte de um objetivo de organizações não governamentais.


Veja também:


A Operação Sorriso do Brasil, organização originada na Operation Smile International, foi criada e desenvolvida com este propósito, de oferecer uma chance aos pacientes portadores desta deformidade, de uma reabilitação social completa. Com o propósito principal de atuar nos locais mais carentes, onde a possibilidade de cirurgias reparadoras sejam remotas, ou onde o número de pacientes seja maior do que a capacidade local de tratá-los, a organização oferece tratamento cirúrgico e se propõe a promover cursos de educação continuada em todos os segmentos das comunidades envolvidas no tratamento destes pacientes. Atuando juntamente com autoridades públicas nacionais e locais e associada às entidades mais representativas da área médica envolvida neste tratamento, a Operação Sorriso do Brasil pretende oferecer a estes indivíduos a chance de terem uma vida digna, inseridos de maneira normal na sociedade"
Dr. Nivaldo Alonso - Diretor Médico da Operação Sorriso



Missão:

A Operação Sorriso mobiliza todos os corações generosos do mundo para curar sorrisos, transformando a vida das crianças.


Números de Atendimento


Programas e Pacientes Atendidos

Desde 1997 até abril de 2009
Número de programas realizados: 37
Número de pacientes examinados: 6.430
Número de pacientes operados: 3.039
Número de procedimentos cirúrgicos: 4.017

Números dos atendimentos realizados nos programas cirúrgicos de 2008

Em 2008 a Operação Sorriso do Brasil organizou e desenvolveu 5 programas cirúrgicos e 2 programas educacionais, através dos quais 718 portadores de fissuras lábio palatina receberam exames clínicos, totalizando 529 cirurgias gratuitas em 357 pacientes.

Foram realizados também um conjunto de cursos específicos como o Basic Life Support, Curso de Habilidades Emergênciais em Enfermagem e o III Congresso Brasileiro em Fissura Lábio-Palatina, visando a melhoria do atendimento oferecido aos pacientes fissurados no país.

O Fim do Mundo - Camille Flammarion

O sábio astrônomo francês descortina,nesta obra de ficção, o mistério dos tempos futuros.Na primeira parte deste volume (No século XXV), enfoca as ocorrências precursoras do chamado fim do mundo, valendo-se da hipótese astronômica do choque de um enorme cometa com o nosso planeta. Na segunda parte, considera a terra "dentro de dez milhões de anos", com suas metamorfoses, etapas futuras e seu último dia. De fato, escrevendo "O Fim do Mundo" em fins do século 19 (ano 1893), Flammarion registrou feitos, reformas políticas e sociais que têm sido realizadas no tumulto das lutas contemporâneas.




Veja também:


Download

Ajuda
E-BookPara imprimir ou ler no computador


Link 1 - Fonte www.autoresespiritasclassicos.com. (Clique aqui)



Ajude-nos a construir o audiobook. Participe do Movimento de Proliferação do Audiobook Espírita, clique aqui.

A morte e seu mistério - Camille Flammarion

A-Morte-E-Seu-MisterioNeste livro, organizado em três volumes, o eminente astrônomo francês comprova que a sobrevivência da alma é uma realidade.

Em síntese, o primeiro volume prova que a alma existe, e independe do corpo carnal; o segundo volume demonstra a veracidade do aparecimento de fantasmas dos vivos, as aparições e manifestações de moribundos e os fenômenos de previsão; o terceiro volume oferece-nos a certeza da sobrevivência da alma após a morte, sua existência num outro plano e a possibilidade de se comunicar com os Espíritos encarnados.

Obra escrita com extrema objetividade, "nela não se encontrarão nem dissertações literárias, nem belas frases poéticas, nem teorias mais ou menos cativantes, nem hipóteses, mas unicamente fatos observados, com suas deduções lógicas".




Veja também:


Download

Ajuda
E-BookPara imprimir ou ler no computador

Ajude-nos a construir o audiobook. Participe do Movimento de Proliferação do Audiobook Espírita, clique aqui.

Narrações do Infinito - Camille Flammarion

Narracoes-do-Infinito-Camille-Flammarion
É obra que arrebata o espírito para altos vôos do pensamento, descortinando-lhe os mistérios e as maravilhas da da Obra Divina. Em cinco narrativas, em que a beleza do estilo se soma à profundidade dos assuntos estudados, Camille Flammarion faz falar uma alma liberta dos vínculos corporais, a que ele denominou Lúmen. Às perguntas sucessivas de um Espírito encarnado (Quaerens), Lúmen vai elucidando-o em questões inúmeras, que abarcam o presente, o passado e o futuro do Homem e do Universo.Problemas mil são ventilados com clareza e inteligência numa linguagem elucidativa, o que torna a obra agradável à leitura e grandemente instrutiva.




Veja também:


Download

Ajuda
E-BookPara imprimir ou ler no computador


  • Link 1 - Fonte www.autoresespiritasclassicos.com (clique aqui)

Ajude-nos a construir o audiobook. Participe do Movimento de Proliferação do Audiobook Espírita, clique aqui.

Camille Flammarion - Obras e Biografia

Nascido em Montigny-Le-Roy, Franca, no dia 26 de fevereiro de 1842 e desencarnado em Juvissy, no mesmo pais, a 4 de junho de 1925.

Flammarion foi um homem cujas obras encheram de luzes o seculo XIX. ele era o mais velho de uma familia de quatro filhos, entretanto, desde muito jovem se revelaram nele qualidades excepcionais. queixava-se constantemente que o tempo nao lhe deixava fazer um decimo daquilo que planejava. Aos quatro anos de idade ja sabia ler, aos quatro e meio sabia escrever e aos cinco ja dominava rudimentos de gramatica e aritmetica. Tornou-se o primeiro aluno da escola onde frequentava.

Para que ele seguisse a carreira eclesiastica, puseram-no a aprender latim com o vigario Lassalle. Ai Flammarion conheceu o Novo Testamento e a Oratoria. Em pouco tempo estava lendo os discursos de Massilon e Bonsuet. O padre Mirbel falou da beleza da ciencia e da grandeza da Astronomia e mal sabia que um de seus auxiliares lhe bebia as palavras. Esse auxiliar era Camille Flammarion, aquele que iria ilustrar a letra e a significacao galo-romana do seu nome - Flammarion: "Aquele que leva a luz".


Veja também:


Nas aulas de religiao era ensinado que uma so coisa e necessaria: "a salvação da alma", e os mestres falavam: "De que serve ao homem conquistar o Universo se acaba perdendo a alma?".

Foi dura a vida dos Flammarions, e Camille compreendeu o merito de seu pai entregando tudo aos credores. Reconhecia nele o mais belo exemplo de energia e trabalho, entretanto, essa situacao levou-o a viver com poucos recursos.

Camille, depois de muito procurar, encontrou servico de aprendiz de gravador, recebendo como parte do pagamento casa e comida. Comia pouco e mal, dormia numa cama dura, sem o menor conforto: era aspero o trabalho e o patrao exigia que tudo fosse feito com rapidez. Pretendia completar seus estudos, principalmente a matematica, a lingua inglesa e o latim. Queria obter o bacharelado e por isso estudava sozinho a noite. Deitava-se tarde e nem sempre tinha vela. Escrevia ao clarao da lua e considerava-se feliz. Apesar de estudar a noite, trabalhava de 15 a 16 horas por dia. Ingressou na Escola de desenho dos frades da Igreja de Sao Roque, a qual frequentava todas as quintas-feiras. Naturalmente tinha os domingos livres e tratou de ocupa-los. Nesse dia assistia as conferencias feitas pelo abade sobre Astronomia. Em seguida tratou de difundir as associacoes dos alunos de desenho dos frades de Sao Roque, todos eles aprendizes residentes nas vizinhancas. Seu objetivo era tratar de ciencias, literatura e desenho, o que era um programa um tanto ambicioso.

Aos 16 anos de idade, Camille Flammarion foi presidente da Academia, a qual, ao ser inaugurada, teve como discurso de abertura o tema "As Maravilhas da Natureza". Nessa mesma epoca escreveu "Cosmogonia Universal", um livro de quinhentas paginas; o irmao, tambem muito seu amigo, tornou-se livreiro e publicava-lhe os livros. A primeira obra que escreveu foi "O Mundo antes da Aparicao dos Homens", o que fez quando tinha apenas 16 anos de idade. Gostava mais da Astronomia do que da Georgia. Assim era sua vida: passar mal, estudar demais, trabalhar em exagero.

Um domingo desmaiou no decorrer da missa, por sinal, um desmaio muito providencial. O doutor Edouvard Fornie foi ver o doente. Em cima da sua cabeceira estava um manuscrito do livro "Cosmologia Universal". Apos ver a obra, achou que Camille merecia posicao melhor. Prometeu-lhe, entao, coloca-lo no Observatorio, como aluno de Astronomia. Entretanto para o observatorio de Paris, do qual era diretor Leverrier, muito sofreu com as impertinencias e perseguicoes desse diretor, que nao podia conceber a ideia de um rapazola acompanha-lo em estudos de ordem tao transcendental.


Cometa-Hale-Bopp

Retirando-se em 1862 do Observatorio de Paris, continuou com mais liberdade os seus estudos, no sentido de legar a Humanidade os mais belos ensinamentos sobre as regioes silenciosas do Infinito. Livre da atmosfera sufocante do Observatorio, publicou no mesmo ano a sua obra "Pluralidade dos Mundos Habitados", atraindo a atencao de todo o mundo estudioso. Para conhecer a direcao das correntes aereas, realizou, no ano de 1868, algumas ascensoes aerostaticas.

Pela publicacao de sua "Astronomia Popular", recebeu da Academia Francesa, no ano de 1880, o premio Montyon. Em 1870 escreveu e publicou um tratado sobre a rotacao dos corpos celestes, atraves do qual demonstrou que o movimento de rotacao dos planetas e uma aplicacao da gravidade as suas densidades respectivas. Tornando-se espirita convicto, foi amigo pessoal e dedicado de Allan Kardec, tendo sido o orador designado para proferir as ultimas palavras a beira do tumulo do Codificador do Espiritismo, a quem denominou "o bom senso encarnado".

Suas obras, de uma forma geral, giram em torno do postulado espirita da pluralidade dos mundos habitados e sao as seguintes: (Clique para ver mais informações)

e outras.

Camille Flammarion, foi um filosofo possuindo a arte da ciencia e a ciencia da arte.
Flammarion - "poeta dos Ceus", tornou-se baluarte do Espiritismo, pois, sempre coerente com suas conviccoes inabalaveis, foi um verdadeiro idealista e inovador.

Informações biográficas do site http://camilleflamarion.blogspot.com/

Deus na Natureza - Camille Flammarion

Nesta obra, das mais profundas entre outras de sua autoria, Flammarion passa em revista todas as teorias científicas, filosóficas e religiosas que dizem respeito à Natureza e ao homem, para concluir, com clara argumentação, pela realidade imperiosa de um princípio imanente e criador: Deus, "a força inteligente, universal e invisível, que constrói sem cessar a obra da Natureza".

Aborda, nos cinco temos em que está dividida, estudos que transmitem conhecimentos basilares aos espíritas, pois o sábio autor apóia-se em princípios da Natureza para proclamar a existência de Deus.

Gabriel Delanne - Biografia Obras

Um menino que foi chamado François-Marie-Gabriel Delanne, filho de Alexandre Delanne, amigo íntimo de Allan Kardec. Um dia o Codificador tomou esse menino, colocou-o em seu colo e vaticinou:

“– Este menino um dia será uma personalidade de destaque no Espiritismo.”

E acertou porque com apenas 28 anos publicou a sua primeira obra intitulada, O Espiritismo Perante a Ciência, nos idos de 1885, 16 anos após a desencarnação de Allan Kardec.

Gabriel Delanne, que foi criado em ambiente espírita, mostrou a estreita relação entre a Ciência e a espiritualidade, unindo, através de sua palavra clara e objetiva, a ciência, a filosofia e a moral espírita.

Esse link direciona para e-book do site Autores Espiritas Classicos e audiobooks do site Áudio Espírita

Biografias

As obras em negrito possuem e-book e audiobooks
Obras


Veja também:

Sinopse - Nosso Lar - por Eurípedes Kühl

Nosso Lar

Título: "Nosso Lar" - (50 capítulos - 281 páginas)
Autor: Espírito André Luiz (pseudônimo espiritual de um consagrado médico que exerceu a Medicina no Rio de Janeiro)
Psicografia: Francisco Cândido Xavier (concluída em 1943)
Edição: Primeira edição em 1944, pela Federação Espírita Brasileira (Rio de Janeiro/RJ). Neste trabalho: 48ª Edição/1998.
Prefácio: Espírito Emmanuel.
Introdução: Do próprio autor espiritual (André Luiz).
Nota: Em 2003 a obra alcançou a expressiva marca de 1,5 milhão de exemplares.



Veja também:


Conteúdo doutrinário

a. O Autor narra sua experiência após a desencarnação, descrevendo minuciosamente o sofrido estágio no Umbral, detalhando-o também;

b. A seguir, conta a emoção de ter sido socorrido e ser levado para uma cidade espiritual denominada "NOSSO LAR"...

c. A partir daí, o livro abre um leque de informações absolutamente inéditas sobre o Plano Espiritual.


Estrutura da Cidade Espiritual "NOSSO LAR"

Fundação: No século XVI, por portugueses distintos, desencarnados no Brasil.

Localização: Sobre a cidade do Rio de Janeiro.

Governador: a Governadoria está num edifício, "de torres soberanas que se perdem no céu".

Ministérios: 6 (seis), a saber: Ministério da Regeneração, do Auxílio, da Comunicação, do Esclarecimento, da Elevação e da União Divina.

Ministros: cada Ministério é administrado por 12 (doze) Ministros.

População: homens e mulheres, jovens e adultos (desencarnados), em número de um milhão, segundo dados fornecidos pelo Autor, em 1943.

Construções, dependências e lugares especiais: Grande muralha protetora da cidade, com baterias de proteção magnética, conjuntos habitacionais, praça central (que acomoda até um milhão de pessoas), fontes luminosas, jardins, parques arborizados, o Bosque das Águas, o Rio Azul, o Campo da Música, a Câmara de Retificação (para enfermos), etc.

(Umbral = região com várias escalas morais, sendo a mais infeliz denominada de "Trevas").

Citações especiais:

"Aérobus": veículo de transporte, de grande comprimento, deslocamento veloz e aéreo.

Coral: 2.000 vozes (Hinos: "Sempre Contigo, Senhor Jesus", "A Ti, Senhor, Nossas Vidas").

Globo de Cristal: de 2m de altura (utilizado em reuniões mediúnicas com encarnados)

“Bônus-Hora”: forma de pagamento por serviços beneméritos prestados — cada hora de trabalho corresponde a um bônus-hora.


SINOPSE - Capítulo a capítulo

Cap 1 – Nas Zonas Inferiores – Descrição fantástica do local onde o Autor Espiritual se encontrou após a desencarnação. Sentia-se permanentemente em viagem... Pouca claridade. Pavor por chacotas vindas de desconhecidos. Dificuldade para obter a bênção do sono. Lágrimas permanentes. Esteve próximo à loucura, prestes a perder a razão. Via seres monstruosos, irônicos, perturbadores... Recordações da existência terrena, quando gozava de prosperidade material e pais “extremamente generosos”.

Cap 2 – Clarêncio – Seres maldosos e sarcásticos gritavam a A.Luiz: “suicida, criminoso, infame”. Em vão tentou revidar. Com a barba hirsuta e roupa rompendo-se sofria mais pelo abandono que o envolvera. Não se conformava em ser acusado de suicida, pois sabia que não o fora, lembrando-se de haver morrido no hospital, após cirurgia intestinal. Sentia fome. Saciava-se com lama... Amiúde via manada de seres animalescos. Médico, sempre detestara as religiões, mas agora experimentava necessidade de socorrer-se de alguma delas. Estando já no limite das forças, orou (!). Em resposta, das neblinas surgiu o benfeitor Clarêncio, acompanhado de dois auxiliares. Foi conduzido para o “Nosso Lar”.

Cap 3 - A oração coletiva - Descrição de “Nosso Lar” e do ambiente de oração coletiva. Ao crepúsculo, um Espírito coroado de luz (o Governador Espiritual), seguido de 72 outros Espíritos (seus Ministros), entoam harmonioso hino. A.Luiz reconfortou-se.

Cap 4 – O médico espiritual – Hospitalizado, A.Luiz é atendido por um médico espiritual que comprova o “suicídio inconsciente” que praticou. É lição-alerta imperdível e inédita quanto a essa característica do comportamento da maioria dos encarnados.

Cap 5 – Recebendo assistência – Há pungente informação de Espíritos internados no “Nosso Lar” e que têm órbitas vazias (olhos gastos no mal...); outros são paralíticos ou não têm as pernas (locomoção fácil em atos criminosos...); outros em extrema loucura (por aberrações sexuais...). São citados os “germes de perversão da saúde divina”, agregados ao perispírito (!).

Cap 6 – Precioso aviso – A.Luiz “desabafa” com Clarêncio, que o ouve pacientemente. Recorda da esposa e dos filhos: onde e como estarão? Após ouvi-lo, Clarêncio sugere-lhe a auto-reforma de pensamentos e o silêncio das lamentações próprias. Diz-lhe: “No “Nosso Lar” dor significa possibilidade de enriquecer a alma”...

Cap 7 – Explicações de Lísias – A.Luiz descreve sua dificuldade de adaptação à “nova vida”. No “Nosso Lar” a natureza apresentava-lhe aspectos melhorados, em relação à Terra: grandes árvores, pomares fartos, jardins deliciosos, cores mais harmônicas. Todos os edifícios com flores à entrada. Lindas aves cruzavam os ares. Entre árvores frondosas, animais domésticos. Lísias explica que há regiões múltiplas, segundo hierarquia moral. A.Luiz pergunta pelos pais, que o antecederam e até agora não o procuraram... Lísias então lhe informa que sua mãe, habi-tando esferas mais altas, o tem ajudado noite e dia...

Cap 8 – Organização de serviços – A.Luiz visita a cidade “Nosso Lar”, indo ao Ministério do Auxílio: largas avenidas, ar puro, muitas pessoas indo e vindo. “Nosso Lar” tem 6 (seis) Ministérios (da Regeneração, do Auxílio, da Comunicação, do Esclarecimento, da Elevação e da União Divina), cada um orientado por 12 (doze) Ministros. Na História de “Nosso Lar” consta que foi fundado por “portugueses distintos”, desencarnados no Brasil, no século XVI.

Cap 9 – Problema de alimentação – Preciosas informações quanto ao abastecimento alimentar: em “Nosso Lar”, no passado, houve demandas; após, a alimentação passou a ser por inalação de princípios vitais da atmosfera e água misturada a elementos solares, elétricos e magnéti-cos. Só entre os mais necessitados é que há alimentos que lembram os da Terra.

Cap 10 – No Bosque das Águas – A.Luiz vai ao grande reservatório de água (!). Viaja no aeróbus, veículo aéreo semelhante a um grande funicular (veículo terreno cuja tração é proporcionada por cabos acionados por motor estacionário e que é geralmente usado para vencer grandes diferenças de nível). Vê um grande rio: o Rio Azul. É exaltada a importância da água, tão deslembrada dos humanos...

Cap 11 – Notícias do Plano – Como “Nosso Lar”, existem incontáveis outras colônias espirituais. É citada a de “Alvorada Nova”, vizinha. No “Nosso Lar” preparam-se reencarnações, após proveitosos aprendizados para as futuras tarefas planetárias.

Cap 12 – O Umbral – É descrito que o Umbral começa na crosta terrestre, como zona obscura para os recém-desencarnados. É região em torno do planeta e de profundo interesse para os encarnados. É local de grandes perturbações, pelas “legiões compactas de almas irresolutas e ignorantes”. Lá existem núcleos de malfeitores, verdugos e vítimas. Acha-se repleto de formas-pensamento de encarnados, sintonizados com os desencarnados que lá estão.

Cap 13 – No Gabinete do Ministro – A.Luiz apresenta-se a Clarêncio como voluntário ao serviço. Assiste ao diálogo do Ministro com uma voluntária, mãe, desejosa de proteger dois filhos encarnados. Tem notícia do bônus-hora (ponto relativo a cada hora de serviço).

Cap 14 – Elucidações de Clarêncio – O Ministro, com fraternidade expõe a A.Luiz que pelo seu passado não poderá ser médico em “Nosso Lar” e sim aprendiz. E isso devido a rogativas de sua mãe e graças às seis mil consulta a necessitados nos quinze anos de clínica médica terrena dele... Dos atendidos nessas seis mil consultas, quinze ainda fazem preces a seu favor.

Cap 15 – A visita materna – A.Luiz recebe visita de sua mãe, espírito excelso, que o consola com extremado amor. Vive em esferas mais elevadas.

Cap 16 – Confidências – A mãe de A.Luiz informa-lhe que o pai está a doze anos em zona de trevas compactas, conseqüência de mau procedimento quando encarnado, com ligações clandestinas e promessas não cumpridas a mulheres, do que resultou amealhar obsessoras vingativas. Sua mãe dá-lhe notícias de suas três irmãs (desencarnadas).

Cap 17 – Em casa de Lísias – A.Luiz é hospedado na casa da mãe de Lísias, onde conhece as duas irmãs dele. Vê livros maravilhosos e então lhe é dito que “os escritores de má-fé, que estimam o veneno psicológico” são conduzidos imediatamente para as zonas obscuras do Umbral, e lá permanecerão, até regenerarem-se...

Cap 18 – Amor, alimento das almas – Novas lições sobre alimentação no “Nosso Lar”. Na nutrição espiritual o Amor é o maior sustentáculo das criaturas. É citado que o sexo é manifestação sagrada do Amor universal e divino.

Cap 19 – A jovem desencarnada – A neta de Laura, recém-desencarnada, sofre ante a lembrança do noivo que, mesmo antes dela desencarnar, ligara-se a uma amiga sua. Laura emite preciosas lições sobre o Amor e sobre a fidelidade.

Cap 20 – Noções de Lar – O lar é esquematizado por conceitos matemáticos (!), acoplados a profundos conceitos morais.

Cap 21 – Continuando a palestra – Explicações sobre o bônus-hora: sua aquisição (com trabalho pelo próximo) e sua aplicação no “Nosso Lar”. É citado que a recordação do passado exige equilíbrio e forçá-la poderá causar de-sequilíbrio e loucura.

Cap 22 – O bônus-hora – Detalhes sobre essa interessante retribuição por serviços prestados, valorizando o traba-lho pelo bem coletivo.

Cap 23 – Saber ouvir – Notas sobre a inconveniência da maioria dos desencarnados terem notícias dos encarnados com os quais se ligavam. Geralmente, ocorrem desequilíbrios...

Cap 24 – O impressionante apelo – Notícias (Agosto/1939) da 2ª Guerra Mundial, então prestes a eclodir... Ouve-se em “Nosso Lar” apelos de uma emissora espiritual, solicitando voluntários à assistência a coletividades terrenas indefesas, que sofrerão os horrores de uma grande guerra...

Cap 25 – Generoso alvitre – Sugestões de Laura a A.Luiz quanto às futuras atividades que ele poderá exercer em “Nosso Lar”.

Cap 26 – Novas perspectivas – A.Luiz vai às “Câmaras de Retificação”, localizadas em pavimentos de pouca luz, onde estão hospitalizados Espíritos necessitados nos primeiros tempos de moradia em “Nosso Lar”.

Cap 27 – O trabalho, enfim – Nas “Câmaras de Retificação” A.Luiz fica impressionado com os quadros de sofrimento dali: “milionários das sensações físicas, transformados em mendigos da alma”. Espontaneamente, num ato de exemplar humildade, se transforma em auxiliar da limpeza de vômitos de substância negra e fétida - fluidos venenosos expelidos por Espíritos que se beneficiaram de passes.

Cap 28 – Em serviço – A.Luiz prontifica-se (sendo aceito) a trabalhar no período noturno nas “Câmaras de Retificação”.

Cap 29 – A visão de Francisco – A terrível angústia do Espírito que vê o próprio corpo e julga-o um monstro a atormentá-lo (esse Espírito era excessivamente apegado ao corpo físico e faleceu por desastre, só deixando-o quando, tomado de horror, vê os vermes desfazendo os despojos).

Cap 30 – Herança e eutanásia – A disputa entre familiares por herança... Triste caso de eutanásia, associada a in-teresses financeiros de um dos herdeiros.

Cap 31 – Vampiro – Há a impressionante narração do Espírito de uma mulher que queria adentrar no “Nosso Lar”, pelos fundos, sendo impedida pelo vigilante-chefe por se tratar de “forte vampiro” (trazia impressos em seu perispírito 58 pontos negros, correspondentes a igual número de abortos que praticara...). Sua admissão nas dependências de “Nosso Lar” colocaria em perigo os pacientes lá internados.

Cap 32 – Notícias de Veneranda – Em “Nosso Lar” existem os “Salões Verdes” por toda parte. São parques em árvores acolhedoras, locais de conferências ministeriais — foram criados sob inspiração superior da Ministra Vene-randa, que possui o maior número de bônus-hora: um milhão de horas de trabalho útil (em 200 anos de atividade ali).

Cap 33 – Curiosas observações – A.Luiz reflete sobre sua vida de chefe de família que pouco edificara no espírito da esposa e filhos. Assusta-se quando vê dois elevados Espíritos ainda encarnados, em visita ao “Nosso Lar”, pois apresentavam características diferentes, em relação aos Espíritos desencarnados dali. Em passeio, vê cães, pomares e íbis junto às equipes socorristas, vindo a saber que prestam precioso auxílio quando das incursões no Umbral.

Cap 34 – Com os recém-chegados do Umbral – A.Luiz atende uma senhora assistida pelos Samaritanos e por imprudência abre diálogo improdutivo com ela, movido por curiosidade. Ela se desfaz em lamentações. A.Luiz é advertido por Narcisa.

Cap 35 – Encontro singular – A.Luiz encontra-se com antigo conhecido, o qual foi prejudicado por seu pai e por ele próprio, quando encarnados. Arrependido agora lhe pede perdão, num dos mais belos trechos dessa sublime obra literária.

Cap 36 – O sonho – A.Luiz dorme, deixa o “veículo inferior” (perispírito) no leito e sonha. Vai a uma esfera mais elevada e encontra-se com a mãe. É louvado e incentivado o trabalho pelo próximo, com novos esclarecimentos sobre o bônus-hora.


Obs: Por este capítulo refletimos que se os desencarnados dormem e sonham, deixando o perispírito no leito, provavelmente será com outro corpo que se deslocam: pode ser com o corpo mental, “envoltório sutil da mente”, aludido pelo próprio A.Luiz em 1958, na p. 25, Cap II, 11ª Ed., do Livro “Evolução em Dois Mundos”, FEB, RJ/RJ.

Cap 37 – A preleção da Ministra – Observações sobre o pensamento: força essencial em todo o Universo, capaz de gerar o que se queira — bom ou mau...

Cap 38 - O caso Tobias – Reflexões sobre o(s) casamento(s) e o ciúme. Em “Nosso Lar”, duas ex-esposas de Tobias são amigas sinceras e convivem felizes.

Cap 39 – Ouvindo a senhora Laura – A.Luiz lembrava-se, atormentado por saudades, da família terrestre. Ouve, então, preciosas explicações sobre o “espírito de seqüência que rege os quadros evolutivos da vida”. É enaltecida a Bondade divina ao reunir desafetos pela consangüinidade.

Cap 40 – Quem semeia colherá – No departamento feminino das “Câmaras de Retificação” A.Luiz reencontra Elisa, que fora doméstica no seu lar terreno e da qual aproveitou-se irresponsavelmente. Ampara-a agora com extremado cuidado e bondade.

Cap 41 – Convocados à luta – Irrompe a 2ª Guerra Mundial, com repercussões negativas em “Nosso Lar”. Por essa lição ficamos sabendo como o plano terreno também influencia o espiritual, no caso, negativamente.

Cap 42 – A palavra do Governador – O medo é classificado como dos piores inimigos da criatura. Duas mil vozes entoam o hino “Sempre Contigo, Senhor Jesus”. A.Luiz vê pela primeira vez o Governador de “Nosso Lar”. O Governador esclarece aos trabalhadores de “Nosso Lar” os deveres relativos aos problemas criados pela Guerra. Informa serem necessários 30 mil servidores voluntários, desprendidos, para criar defesas especiais. Cita que em “Nosso Lar” são mais de um milhão de criaturas, que não podem ser agredidas pela invasão de milhões de espíritos desordeiros.

Cap 43 – Em conversação – Comentários sobre os horrores da Guerra. Nesse contexto, o Espiritismo sobressai como a grande esperança do Plano Espiritual, como o Consolador da humanidade.

Cap 44 – As “trevas” – As trevas são as regiões mais inferiores conhecidas em “Nosso Lar”, abaixo do próprio nível terreno (!). Ali, Espíritos jazem por séculos e séculos... Na verdade, encarnados ou desencarnados, Espíritos têm belas oportunidades de progresso, mas a maioria as renega.

Cap 45 – No “Campo da Música” – A.Luiz, feliz, integrado às atividades socorristas, foi conhecer o “Campo da Música”, onde se extasia ante a beleza musical do ambiente, espiritualizado: todos os Espíritos ali comentando com alegria a vida e os ensinamentos de Jesus.

Cap 46 – Sacrifício de mulher – Um ano após iniciar trabalhos A.Luiz sentia imensas saudades do lar terrestre. Sua mãe informa-lhe que breve ela reencarnará, visando amparar o ex-marido, mergulhado em problemas, perseguido por mulheres com as quais não procedeu corretamente. Essas mulheres, no futuro, reencarnarão e a mãe de A.Luiz ser-lhes-á mãe (!). São citadas as “reencarnações compulsórias”.

Cap 47 – A volta de Laura – A mãe de Lísias reencarnará em dois dias. Recebe fraternais despedidas dos amigos de “Nosso Lar”, A.Luiz inclusive. É citado o quanto de amparo espiritual recebem os trabalhadores de boa-vontade, principalmente em ocasiões tão importantes, como quando vão reencarnar.

Cap 48 – Culto familiar – É descrita a existência de um Globo de Cristal, com aproximadamente 2m de altura (utilizado para recepcionar Espíritos encarnados, nessa singular e “invertida” forma de reuniões mediúnicas no Plano Espiritual).

Cap 49 – Regressando à casa – A.Luiz visita, finalmente, o lar terrestre. Ali, encontra tudo diferente... a ex-esposa novamente casada e seu atual marido gravemente enfermo, além de estar assediado por Espíritos infelizes. A.Luiz sente-se roubado... Só uma de suas filhas sintonizou espiritualmente com ele. Mas, os ensinamentos auferidos em “Nosso Lar”, falam mais alto e o Amor explode em seu coração... (!).

Cap 50 – “Cidadão de Nosso Lar” - Pondo em prática tudo o que aprendera sobre o amor ao próximo A.Luiz socorre o enfermo. Auxiliado por Narcisa e por “servidores comuns do reino vegetal”.


Obs: “Espíritos da Natureza”: seriam esses Espíritos aqui citados, com ação sobre a Natureza, os mesmos citados por Allan Kardec nas questões 536 a 540 do “O Livro dos Espíritos”?


De volta ao “Nosso Lar”, feliz pela vitória do bem em si mesmo, A.Luiz é recepcionado festivamente com a honrosa declaração de que passou a ser “Cidadão de Nosso Lar”.

Personagens citados:

OBS: Citaremos a seguir os nomes dos personagens do livro "NOSSO LAR", colocando entre parênteses: (d) = desencarnado; (e) = encarnado, e os respectivos capítulo e página onde são pela primeira vez menci-onados.

ANDRÉ LUIZ - é o Autor Espiritual. Permaneceu no Umbral por 8 anos. Reporta neste livro como foi recolhido ao "Nosso Lar" (colônia espiritual situada na psicosfera da cidade do Rio de Janeiro), por interferência de sua mãe (desencarnada). Graças à sua abnegação e trabalhos incansáveis de auxílio ao próximo, alguns anos mais tarde conquistou a faculdade da volitação.

André Luiz é um exemplo dignificante de auto-reforma e de como a conseqüente evolução espiritual traz intensos e multiplicados momentos felizes para todo aquele que ajuda ao próximo.

CLARÊNCIO (d) - 2/24 - É um dos 12 Ministros do Ministério do Auxílio (foi quem socorreu A.Luiz).

HENRIQUE DE LUNA (d) – 4/32 - Médico espiritual que prestou primeiro atendimento a A.Luiz no “Nosso Lar”.

LÍSIAS (d) – 5/36 - Visitador dos serviços de saúde no “Nosso Lar”. É jovem. Auxiliar de Henrique de Luna. Torna-se amigo muito querido de A.Luiz.

GOVERNADOR: Espírito elevadíssimo. Citado em vários capítulos. Não consta seu nome.

LAERTE (d) – 16/91 – Pai de A.Luiz. Está a 12 anos em trevas compactas no Umbral.

- Mãe de A.Luiz: Espírito iluminado, convivendo em esferas iluminadas, acima de "Nosso Lar" (citada várias vezes no livro, mas o nome não foi revelado pelo Autor Espiritual).

CLARA e PRISCILA (d) – 16/92 – Irmãs de A.Luiz. Revoltadas, permanecem no Umbral.

LUÍSA (d) – 16/92 – Irmã de A.Luiz, que desencarnou quando ele era ainda criança. Está preste a reencarnar entre as irmãs e o pai, em gesto de renúncia.

ZÉLIA (e) – 16/93 – Viúva de A.Luiz.

CÉLIO (d) – 16/94 – Ministro em “Nosso Lar”.

LAURA (d) – 17/98 - Mãe de Lísias. Hospeda A.Luiz no seu lar, sendo-lhe amiga maternal.

IOLANDA e JUDITE (d) – 17/98 - Irmãs de Lísias.

POLIDORO e ESTÁCIO (d) – 18/103 - Amigos de Lísias. Auxiliares no Ministério do Esclarecimento.

LASCÍNIA (d) – 18/103 - Noiva de Lísias.

ELOÍSA (d) – 19/106 - Neta de Laura, recém-chegada do Umbral. Desencarnou por tuberculose.

ARNALDO (e) – 19/107 - ex-Noivo de Eloísa.

MARIA DA LUZ (e) – 19/108 - Amiga de ELOÍSA que acaba unindo-se a Arnaldo.

COUCEIRO (d) - 19/109 – Assistente em “Nosso Lar”.

TERESA (e) – 19/109 – Mãe de Eloísa. Prestes a desencarnar.

RICARDO (e) – 21/116 – Foi marido de Laura. Há 3 anos voltou a reencarnar.

LONGOBARDO (d) – 21/117 – Assistente em “Nosso Lar”.

RAFAEL (d) – 25/136 – Funcionário no Ministério da Regeneração.

GENÉSIO (d) – 26/141 – Ministro da Regeneração.

TOBIAS (d) 26/144 - Funcionário do Ministério da Regeneração (um dos principais amigos e orientadores de A.Luiz).

FLÁCUS (d) – 27/147 – Ministro em “Nosso Lar”.

RIBEIRO (d) – 27/147 – Enfermo. Internado na "Câmara de Retificação".

GONÇALVES (d) – 27/147 – Assistente em “Nosso Lar”.

LOURENÇO e HERMES (d) – 27/147 – Funcionários do Ministério da Regeneração.

NARCISA (d) – 27/150 – Funcionária do Ministério da Regeneração.

VENÂNCIO e SALÚSTIO (d) – 28/154 – Funcionários do Ministério da Regeneração.

VENERANDA (d) – 28/156 - Ministra mais antiga dos demais em “Nosso Lar”. Só ela e o Governador já viram Jesus. Nada comenta sobre isso.

FRANCISCO (d) – 29/158 – Enfermo. Internado na "Câmara de Retifica-ção".

PÁDUA (d) – 29/160 – Ministro da Comunicação em “Nosso Lar”.

PAULINA (d) – 30/162 - Espírito de “angelical beleza fisionômica”, filha de enfermo internado em "Nosso Lar".

EDELBERTO, AMÁLIA, CACILDA, AGENOR (e) – 30/164 – Irmãos de Paulina, os quatro em contendas pela herança deixada pelo pai.

JUSTINO (d) – 31/169 - Trabalhador humilde em “Nosso Lar”.

Irmão PAULO (d) – 31/170 - Orientador dos Vigilantes em “Nosso Lar”.

Padre AMÂNCIO (e) – 34/187 - Personagem citado por uma enferma, internada desde 1888 na Câmara de Retificação, no Ministério da Regeneração.

ZENÓBIO (d) – 34/189 – Auxiliar no Ministério da Regeneração.

NEMÉSIA (d) – 34/189 – Funcionária do Ministério da Regeneração.

SILVEIRA (d) – 35/190 - Sócio do pai de A.Luiz (quando encarnados) – É samaritano em trabalhos assistenciais em "Nosso Lar"

LUCIANA (e) 38/207 – Ex-esposa de Tobias.

HILDA (d) – 38/207 – Irmã de Tobias.

ELOÍSA (d) 39/218 – Hospedada na casa de Laura.

ELISA (d) – 40/220 - Internada na Câmara de Retificação (foi "aventura" de A.Luiz, quando encarnada)

HELVÉCIO (d) 41/229 - Trabalhador atento ao socorro (época da 2ª Guerra Mundial)

EVERARDO (e) 41/229 - Viúvo de uma residente do "Nosso Lar".

ESPERIDIÃO (d) – 41/230 – Ministro em “Nosso Lar.

BENEVENUTO (d) - 43/238 – Ministro em “Nosso Lar”

POLIDORO e ESTÁCIO (d) – Amigos de Lísias e acompanhantes de suas irmãs numa feliz audição musical no “Campo da Música”.

NÍCOLAS (d) – 48/264 - Antigo servidor do Ministério do Auxílio

Dr. ERNESTO (e) – 49/271 – É o atual marido de Zélia.

- À p. 279 há citação de “entidades espirituais”, convocadas de forma ininteligível por Narcisa, as quais atendem-lhe, trazendo substâncias com emanações de eucalipto e mangueira, que são aplicadas em um enfermo encarnado, que se restabelece.


TERMOS POUCO USADOS

A título de colaboração, registramos abaixo o significado ou origem de alguns termos pouco usados, que eventualmente aparecem ao longo do texto de “Nosso Lar”:

TERMOS CAP PAG S I G N I F I C A D O
Tolda 10 59 (subst.fem.) - cobertura sobre embarcações
Cibo 18 101 nutrimento (comida, alimento)
Olente 32 177 odorante
Palanquins 32 177 rede suspensa; liteira (para transporte de pessoas)
Impende 37 201 (do verbo tr. impender = caber, cumprir, tocar) – cabe

fonte: http://www.institutoandreluiz.org/sinopse_nossolar.html

RIBEIRÃO PRETO/SP - Em 12.Fev.2004
Eurípedes Kühl – Responsável
SOCIEDADE ESPÍRITA ALLAN KARDEC
Rua Monte Alverne, 667 – Ribeirão Preto/SP

Veja Entrevista com EURÍPEDES KÜHL, um dos mais estimados escritores espíritas da atualidade.

Faça Download da sinopse original em formato .doc

Audiobook - O Espiritismo Perante a Ciência

Audiobook-O-Espiritismo-Perante-a-Ciencia

Gabriel Delanne foi um dos cientistas que deram continuidade ao trabalho de Kardec, na divulgação da Doutrina Espírita.

Nesta obra, o autor demonstra que o Espiritismo, longe de contrariar a Ciência, é nela que se firma, não havendo incompatibilidade entre um e outro. (continuação e download...)


Veja também
:



Adquira aqui o audiobook eletrônico do livro A Reencarnação e ajude a manter nosso site, preços promocionais a partir R$ 6,00. Clique aqui para acessar a loja Canoro